quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Mudar de cidade

Acho que, pelo menos uma vez na vida, uma coisa que todo mundo devia fazer é morar em outra cidade. Nem que seja apenas por um tempo.
É uma grande experiência, mesmo quando não dá certo e a gente descobre que tudo que quer é voltar para onde morava.

Ver a vida com outros olhos, com referenciais diferentes daqueles em que fomos criados, ouvir diferentes sotaques e maneiras de se chamar as coisas, de pedir café, de comprar pão, de ler jornal e comentar as notícias, tudo isso pode fazer a gente se conhecer muito e descobrir mais sobre si mesmo do que imagina.

Eu não costumava pensar, por exemplo, em como a geografia de uma cidade, suas formas e belezas naturais e o planejamento (ou não) dos espaços urbanos alteravam e produziam os jeitos de se habitar tais espaços, incluindo aí os jeitos de ser e de se colocar na cidade.

Nesse sentido, e apenas nesse, gostei da mudança. Mas estou muito feliz, mas feliz mesmo, que estaremos voltando para casa em 2010.

6 comentários:

dany disse...

Welcome back! \o/

Nat. disse...

Boas notícias! Feliz por ti! =)

\o/

Fábio Esteves (Lazanha) disse...

Olha só, eu morei em cidades com culturas beeem diferentes. Duas em SP (Presidente Prudente e Osvaldo Cruz), uma na Bahia (Juazeiro), outra em Pernambuco (Petrolina) e agora em Alagoas (Maceió). E concordo com você em gênero, número e grau!! Uma das melhores coisas é mudar de cidade, de região. Assim, tudo muda, e não apenas a gente. É uma sensação de recomeço ou oportunidades muito gostosa. Você deve saber bem como é isto, para escrever este post...

Lia Schulz disse...

Gurias! Obrigada pelas boas vindas!
Vamos tomar uns cafés e bater uns papos pela ufrgs!

Fábio, que legal a tua experiência! Deve ter sido bem intensa a tua ampliação de horizontes! Vários jeitos de ser brasileiro, né?:)
Valeu pelo comentário!

Adriana Amaral disse...

Eu já morei em cidades bem diferentes tb e é super legal :) gostei do blog e valei pelos comments. Tu pesquisa blogs?

Mariola disse...

Lia, voltas para POA?
Agora vem uma parte muito boa também: olhar para os lugares já conhecidos com outros olhos :)
Beijocas